Caixinha costurada manualmente com a fibra de licuri e com pássaro de madeira umburana na BA.

MEDIDAS APROXIMADAS: 

Diâmetro: 8 cm

Altura com pássaro: 10 cm

A coleta do licuri é feita com a ajuda de foice, facão ou faca. A palha precisa ser coletada pela manhã bem cedo e recolhida para ser preparada à noite, quando está macia, para que não fique ressecada. Após a separação e secagem da fibra, inicia-se o processo de tingimento com corantes naturais provenientes da fauna local. Pau ferro, anil, algodão, pele da castanha de caju, genipapo, açafrão e urucum integram a crescente lista de plantas escolhidas para criar uma cartela de cores harmoniosa e inspiradora.

Suas ações, dessa forma, contribuem para a valorização da biodiversidade da caatinga, de suas cores e riquezas, e para o estabelecimento de relações respeitosas com o meio. 

A madeira de umburana utilizada nas esculturas precisa estar seca e, por isso, como contam os artesãos, morta há vários anos. Dessa forma buscam nos terrenos vizinhos troncos caídos, abandonados, madeira já trabalhada pelas adversidades climáticas do semiárido.

Lembrando que produtos artesanais podem apresentar variações de cor, formas, desgastes, pequenas manchas o que os tornam únicos e incríveis.

Caixa com pássaro

R$49,00
Esgotado
Caixa com pássaro R$49,00

Caixinha costurada manualmente com a fibra de licuri e com pássaro de madeira umburana na BA.

MEDIDAS APROXIMADAS: 

Diâmetro: 8 cm

Altura com pássaro: 10 cm

A coleta do licuri é feita com a ajuda de foice, facão ou faca. A palha precisa ser coletada pela manhã bem cedo e recolhida para ser preparada à noite, quando está macia, para que não fique ressecada. Após a separação e secagem da fibra, inicia-se o processo de tingimento com corantes naturais provenientes da fauna local. Pau ferro, anil, algodão, pele da castanha de caju, genipapo, açafrão e urucum integram a crescente lista de plantas escolhidas para criar uma cartela de cores harmoniosa e inspiradora.

Suas ações, dessa forma, contribuem para a valorização da biodiversidade da caatinga, de suas cores e riquezas, e para o estabelecimento de relações respeitosas com o meio. 

A madeira de umburana utilizada nas esculturas precisa estar seca e, por isso, como contam os artesãos, morta há vários anos. Dessa forma buscam nos terrenos vizinhos troncos caídos, abandonados, madeira já trabalhada pelas adversidades climáticas do semiárido.

Lembrando que produtos artesanais podem apresentar variações de cor, formas, desgastes, pequenas manchas o que os tornam únicos e incríveis.